Dicas de Gestão

Estruturação de Negócios: saiba como escolher o tipo de empresa que vai abrir


Qual o primeiro passo para abrir a sua empresa? Sem sombra de dúvida, a estruturação de negócios se apresenta como uma forte candidata!

Ao longo de uma rotina de um empreendedor, a tomada de decisões importantes é um dos desafios mais frequentes, e eles podem influenciar diretamente no desenvolvimento de sua empresa e em sua consolidação no mercado.

Desta forma, é de fundamental importância compreender como o processo de estruturação de negócios acontece. Isso envolve uma série de escolhas que um empresário pode fazer ao abrir um novo empreendimento, como o tipo de empresa, o regime tributário, e o segmento econômico em que ele irá competir.

Mediante a isso, é preciso que um gestor saiba quais são as decisões que tem que tomar, os desafios que tem que enfrentar, e quais as melhores opções para a estruturação correta de um negócio.

Continue lendo e aprenda conosco como escolher o melhor tipo de empresa e outras questões gerenciais! Vamos lá?

Saiba quais são os fatores fundamentais na estruturação de negócios

O processo de estruturação de negócios se dá por meio de três questões fundamentais. São elas:

  • Tipo de empresa;
  • Regime tributário;
  • Porte de empresa.

A combinação destes três elementos permite que o empreendedor escolha o melhor tipo de empresa de forma orientada e segura.

No entanto, para que isso ocorra de maneira efetiva, é de fundamental importância contar com apoio de um profissional contábil especializado. Estruturar o seu negócio com apoio de quem entende do assunto pode trazer diversas vantagens para esse processo, como:

  • Redução de custos;
  • Redução de riscos;
  • Atuação com foco nos objetivos;
  • Maior atenção ao controle de qualidade da sua produção;
  • Aumento do nível de satisfação funcional.

A seguir, iremos explicar como se dão os processos de estruturação de negócios. Vamos lá?

Tipo de empresa

Atualmente, em nosso país, é possível encontrar uma grande diversidade de naturezas jurídicas para abrir uma empresa.

Isso porque, cada uma das opções foram criadas no intuito de atender a necessidades apresentadas por diferentes tipos de empreendedores.

Confira a seguir quais são os principais tipos de empresas para quem deseja ser o único dono do seu próprio negócio:

  • MEI – Microempreendedor individual;
  • EI – Empresário Individual;
  • SLU – Sociedade Limitada Unipessoal.

Enquanto o MEI é bem mais simples em questões burocráticas, ele também possui diversas limitações, que vão do faturamento anual (até R$ 81 mil) à proibição de diversas atividades econômicas.

Para quem deseja executar alguma atividade econômica que não esteja na lista de ocupações permitidas do MEI, ou que deseja contratar mais de um funcionário, vale a pena cogitar a SLU como natureza jurídica.

No que diz respeito à estruturação de um negócio, também vale a pena montar uma sociedade com outras pessoas. Neste caso, existe a possibilidade da Sociedade Empresarial Limitada, mas conhecida como LTDA.

Esta natureza jurídica tende a ser mais benéfica para a proteção dos bens pessoais dos sócios, assim como a SLU é como empresa individual.

Leia mais: Abertura de Empresas, Alterações Contratuais e Baixa de Empresas em Brasília.

Regimes tributários

Posteriormente, no processo de estruturação de negócios, também será preciso que o empreendedor escolha o regime tributário adequado a seu modelo de negócio.

Desta forma, vale a pena avaliar fatores financeiros que influenciam na incidência de impostos e no seu cálculo, como o faturamento anual, tamanho da empresa, atividade econômica exercida, etc.

Existem, no Brasil, três modelos de tributação, que são:

  • Simples Nacional;
  • Lucro Real;
  • Lucro Presumido.

Para empreendimentos de porte menor, que ainda buscam se estruturar corretamente, vale a pena consultar as alíquotas do Simples Nacional para sua categoria de negócios. Além disso, é interessante contar com apoio de uma contabilidade para averiguar possíveis isenções fiscais no seu segmento de mercado.

Atividade econômica

A atividade econômica, essencialmente, é o reconhecimento das operações executadas dentro de uma empresa. O registro oficial dessa importante escolha para a estruturação de um negócio é o CNAE – Classificação Nacional de Atividades Econômicas.

Ao definir esse código no processo de abertura da sua empresa, você pode precisar lidar com órgãos regulamentadores, além das instituições que tipicamente realizam a fiscalização.

Isso porque algumas atividades econômicas, como as chamadas “profissões liberais”, são regidas por entidades federais e regionais que se responsabilizam pelo devido exercício dos direitos e deveres desses profissionais.

Tenha a contabilidade a favor de seu negócio

Diariamente, os serviços contábeis vêm reafirmando no mercado a sua importância diante do desenvolvimento das empresas.

Isso se dá, principalmente, devido à atuação de profissionais contábeis no cumprimento de obrigações fiscais e acessórias, assim como na elaboração do planejamento tributário, estratégico e financeiro.

Se você deseja estruturar o seu negócio com assertividade e eficiência, venha conhecer as soluções do Grupo Rhodes! Somos uma contabilidade localizada em Brasília, e trabalhamos com empresários dos mais diversos setores de mercado.

Quer maximizar seu lucro e desenvolver sua empresa fazendo jus ao seu potencial? Entre em contato conosco e conheça os nossos serviços!

Para conferir mais conteúdos instrutivos como este, siga as nossas redes sociais e acompanhe mais artigos no nosso blog. Continue lendo: Consultoria Financeira em Brasília: Conheça a solução da Rhodes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *