Dicas de Gestão

Estratégias completas para conseguir capital de giro

Descubra o que é e como obter capital de giro.

Compreende-se como capital de giro todos os recursos financeiros de uma empresa, que possam vir a ser utilizados no cumprimento de suas obrigações legais, como o pagamento de despesas, impostos, dentre outros.

Ainda ressaltamos que é o capital de giro o principal fator responsável pela saúde financeira de um negócio, principalmente quando o assunto é o início de suas operações no mercado.

Ao longo de nosso blog, já compartilhamos algumas dicas que podem ajudar o empreendedor a planejar ações que possam auxiliar no planejamento de suas finanças. 

Continue lendo para aprender nossas estratégias completas para conseguir capital de giro.

O que é e para que serve o capital de giro?

O capital de giro, nada mais é do que a reunião de ativos circulantes de uma empresa. Ou seja, é representado por todos os recursos financeiros disponíveis para uso de forma imediata.

Deste modo, um gestor poderá manter em dia todos os seus pagamentos que possibilitem obter uma operação empresarial mais estruturada e saudável.

Sendo assim, toda vez que realizar uma nova venda, de produtos ou serviços, terá a opção de receber o valor à vista ou parcelado.

Logo, é preciso compreender como funciona o capital de giro de uma empresa. Isso porque ele é um “modelo” de caixa, que deverá cobrir todas as despesas operacionais de um negócio. Deste modo, se torna possível continuar realizando suas atividades empresariais, independente dos novos valores de entrada.

Aproveite para ler: Reestruturação financeira: como planejar as finanças em situações adversas

Quais os tipos?

Em meio a todos aspectos importantes, é preciso lembrar que nem sempre o capital de giro será identificado como dinheiro em caixa. Isso porque ele também pode assumir forma de produtos em estoque.

Para que o leitor possa entender melhor sobre este assunto, veja a seguir os três modelos principais:

  • Capital de giro bruto e líquido;
  • Permanente;
  • Variável;

Ainda falando sobre o capital de giro, ele pode ser identificado em seu negócio como:

  • Dinheiro em caixa;
  • Produtos em estoque;
  • Ações ou títulos do tesouro;
  • Contas a receber;
  • Valores em contas bancárias;
  • Dentre outras situações.

Confira também: Geração de caixa: um plano para quando parecer que não há alternativas

Como funciona?

Para que o leitor possa compreender como funciona o capital de giro, criamos um exemplo, onde ilustramos uma situação hipotética.

Imagine que você atue no mercado de vestuário e precise, mensalmente, comprar matéria-prima, honrar com o pagamento de aluguel de imóvel, dentre outras despesas administrativas.

Deste modo, como política de sua empresa, o recebimento de suas vendas será de 30 dias. Logo, um produto que foi vendido hoje, será pago no mês que vem.

Se você está iniciando este modelo de negócio, será preciso fazer a produção de grandes números de produtos, comprar matéria-prima, montar estoque e etc.

No entanto, somente terá retorno deste investimento no próximo mês. Deste modo, para que sua empresa possa manter as operações ativas, será preciso contar com o capital de giro, a fim de efetuar o pagamento de fornecedores e demais despesas. 

Ou seja, o capital de giro é um importante recurso, que possibilita manter as operações de um negócio.

Quais são as estratégias para conseguir capital de giro para sua empresa?

Em meio a momentos de instabilidade financeira ou de crise, é importante contar com recursos que possibilitem ter todo o fôlego necessário que permita a sobrevivência de sua empresa no mercado.

Sendo assim, é essencial analisar quais são as estratégias que possibilitem que uma empresa consiga aumentar o seu capital de giro:

  • Clientes;
  • Fornecedores;
  • Funcionários;
  • Estoque;
  • Impostos;
  • Investimentos;
  • Vendas;
  • Custos e Despesas.

Como calcular o capital de giro de uma empresa?

Confira a seguir como o cálculo do capital de giro deve ser realizado. 

São dados a serem utilizados:

CGL = Capital de Giro Líquido

AC = Ativo Circulante

PC = Passivo Circulante 

A fórmula do cálculo será feita: CGL = AC – PC

Criando uma sequência de resultados que faça sentido para o empresário. Tendo em mente que empresas que possuem um capital de giro saudável possuem menos chances de serem inadimplentes no mercado.

Portanto, este é um dos principais indicadores que possibilitam a avaliação da saúde financeira de uma organização. 

Caso ainda possua dúvidas sobre o capital de giro ou quais estratégias podem ajudar a realizar uma gestão financeira assertiva, entre em contato agora mesmo com nossa equipe.

Nós do Grupo Rhodes, atuamos na prestação de serviços contábeis e profissionais nas áreas de Consultoria, Auditoria, Perícia e Assessoria de Negócios aos clientes.

Nós oferecemos soluções eficientes que vão agregar valor ao seu negócio. Aproveite e curta as nossas redes sociais para acompanhar o nosso conteúdo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *